Histórico da Oficina Literária Letras no Jardim

A Oficina Literária surgiu em maio de 2008 nos jardins de uma casa. Eram quatro escritores que discutiam seus escritos. O grupo foi crescendo e passamos a ocupar o auditório da Biblioteca Pública de Santa Catarina. Começamos a estudar os diferentes gêneros literários. Poesia, conto, crônica, romance, dramaturgia. Durante a oficina de dramaturgia surgiu o grupo de teatro da Cia.de Teatro Letras no Jardim que tem apresentado várias peças e o grupo do cinema que já produziu dois curtas metragens e um documentário. Estes mais experimentais. Com o passar do tempo começamos a contar histórias nas escolas da cidade e em outras regiões de Santa Catarina.

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Texto enviado pelo colega da Associação Literária de Florianópolis
LETRAS NO JARDIM INTERNACIONAL

Mário Osny Rosa

No caminho a Jurerê
Da poesia a cultura.
Merece toda a mercê
Da beleza a leitura.

A divulgar a poesia
Logo naquele recanto.
Olha aquela calmaria
A mostrar todo encanto.

Nos cantos desta ilha
O recanto de Jurerê.
O mar que logo brilha
Tudo já vai merecer.

Divulgando sabedoria
Num lidimo poetar.
Em perfeita harmonia
Agora vai declamar.

sexta-feira, 8 de agosto de 2008

O ENSAIO

O ensaio é um "estudo bem desenvolvido, formal, discursivo e concludente, consistindo em exposição lógica e reflexiva e em argumentação rigorosa com alto nível de interpretação e julgamento pessoal. No ensaio há maior liberdade por parte do autor, no sentido de defender determinada posição sem que tenha que se apoiar no rigoroso e objetivo aparato de documentação empírica e bibliográfica. De fato, o ensaio não dispensa o rigor lógico e a coerência de argumentação e por isso mesmo exige grande informação cultural e muita maturidade intelectual" (Severino, 1976, p.153)
"É uma exposição metodológica dos assuntos realizados e das conclusões originais a que se chegou após apurado o exame de um assunto. O ensaio é problematizador, antidogmático e nele deve se sobressair o espírito crítico do autor e a originalidade" (Medeiros, 2000, p. 112).
Características:

O ensaio exprime-se em prosa
Possui começo, meio e fim.
Há um diálogo com o leitor
É como se tentasse persuadir o leitor