Histórico da Oficina Literária Letras no Jardim

A Oficina Literária surgiu em maio de 2008 nos jardins de uma casa. Eram quatro escritores que discutiam seus escritos. O grupo foi crescendo e passamos a ocupar o auditório da Biblioteca Pública de Santa Catarina. Começamos a estudar os diferentes gêneros literários. Poesia, conto, crônica, romance, dramaturgia. Durante a oficina de dramaturgia surgiu o grupo de teatro da Cia.de Teatro Letras no Jardim que tem apresentado várias peças e o grupo do cinema que já produziu dois curtas metragens e um documentário. Estes mais experimentais. Com o passar do tempo começamos a contar histórias nas escolas da cidade e em outras regiões de Santa Catarina.

sábado, 28 de julho de 2012

CRÔNICA HUMORÍSTICA


Esta semana, dando continuidade a nosso estudo, vimos a crônica humorística. Vimos autores como Luis Fernando Veríssimo e fizemos analogia com o Impressionismo. O quê isso tem a ver? Descubra na próxima sexta-feira às 17:00h na Livros e Livros da rua Jerônimo Coelho - Centro de Florianópolis.

A crônica humorística apresenta uma visão irônica ou cômica dos fatos apresentados.

Uma crônica é uma sequência de fatos.
Só para lembrar:
Como se elabora uma Crônica?
Deve existir uma relação de acontecimentos ordenados segundo a marcha do tempo. Há seqüência cronológica. A crônica oscila entre a reportagem e a literatura, entre o relato impessoal, frio de um acontecimento trivial e a recriação do cotidiano por meio da fantasia.

Etapas para escrever sua crônica:
1. Escolha algum acontecimento atual que lhe chame a atenção. Você pode procurá-lo em meios como jornais, revistas e noticiários. Outra boa forma de encontrar um tema é andar, abrir a janela, conversar com as pessoas, ou seja, entrar em contato com a infinidade de coisas que acontecem ao seu redor. Tudo pode ser assunto para uma crônica.É importante que o tema escolhido desperte o seu interesse, cause em você alguma sensação interessante: entusiasmo, horror, desânimo, indignação, felicidade... Isso pode ajudá-lo a escrever uma crônica com maior facilidade.
2. Muito bem. Agora que você já selecionou um acontecimento interessante, tente formular algumas opiniões sobre esse fato. Você pode fazer uma lista com essas idéias antes de começar a crônica propriamente dita. Frases como as que seguem abaixo podem ser um bom começo para você fazer a sua lista:
"Quando penso nesse fato, a primeira idéia que me vem à mente...""Na minha opinião esse fato é..." "Se eu estivesse nessa situação, eu...""Ao saber desse fato eu me senti...""Sobre esse fato, as pessoas estão dizendo que...""A solução para isso...""Esse fato está relacionado com a minha realidade, pois..."

Fonte:
letrasnojardim.blogspot.com
A Criação Literária – prosa – Massaud Moisés

sábado, 21 de julho de 2012

No dia 20 de julho demos continuação ao assunto textos com humor. Estudamos charges e escritores como Arlindo Ferreira escritor de Causos Cubatenses (fatos engraçados e personagens de Cubatão). Também lemos algumas poesias sarcásticas de Mário Quintana. Elas fizeram o contra-ponto ao humor. Muito bonitas por se não.
Elaboramos charges engraçadas e como tarefa para a próxima sexta-feira ficou o tema de escrever um conto ou elaborar uma poesia que seja engraçada (o).
Charges - O termo “charge” é proveniente do francês charger, que significa: carregar, exagerar. As mesmas têm como objetivo fazer uma crítica a um fato polêmico ligado à sociedade, retratando o ponto de vista do autor em relação a este:
Sempre às 17:00h na Livraria Livros e Livros da rua Jerônimo Coelho - Centro de Florianópolis.
Até lá.

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Textos com humor


Tanto na linguagem falada quanto na escrita, se analisarmos o significado da palavra humor, percebemos que esta nos remete à ideia de comicidade, de riso e descontração. 
Mas os mesmos podem também possuir outra finalidade, que é a crítica a um determinado contexto social, principalmente no campo da política.

Dentre os textos humorísticos estão:
As Piadas, que geralmente apresentam uma sequência de ações, cujo desfecho é sempre cômico.

As Tiras Humorísticas, que consistem num segmento de história em quadrinhos, são compostas de quadros, nos quais as falas dos personagens aparecem sob a forma de legenda ou dentro de balões, chamados onomatopeias. Como exemplo temos:

Outros exemplos de humor lexical:
 Muitas vezes, para que possamos compreender o humor, temos de estar a  par dos últimos acontecimentos do mundo da política, da economia, dos esportes,  das celebridades, da ciência, etc. Além disso, em muitos casos, a análise  lingüística de textos humorísticos não pode vir desvinculada de uma leitura  bastante crítica destes acontecimentos.  A eficácia do texto de humor depende  também da nossa “leitura do mundo” e não somente de nossa competência  lingüística. Assim, o trabalho com textos de humor – insistimos – faz com que os  alunos percebam que o espaço da sala de aula não é um mundo à parte, sem  conexão com a realidade. Ao contrário, a língua é estudada em um de seus contextos de uso.